Acordar com o objetivo de fazer muito mais

Ah, o tempo. Quando tu está começando algo novo, parece que uma noite é muito para chegar o outro dia e você executar os seus primeiros passos. Depois, nos dias de mais cansaço, uma noite parece pouco para relaxar da agitada jornada.


A Sô Comunicação nasceu no meio de um turbilhão de emoções. E quem disse que na vida de um geminiano isso é ruim? Tinha saído da URI, onde trabalhei por seis anos. Estava chegando o mestrado. Eu queria algo novo, mesmo sabendo que não seria fácil. Descobri que queria empreender - mas só descobri isso - porque nem sabia direito como. Queria criar do meu jeito, sonhar a partir da minha loucura, desejar com a minha intensidade, trabalhar o dia todo em prol de um sonho.


No início, o mais difícil foi construir um foco. Não pense que no começo da jornada empreendedora você tem as receitas, o plano perfeito do seu negócio. Também foi complicado adaptar-se a uma rotina de Home Office. Foi um pouco duro saber que era eu, eu e eu mesma. Passei a anotar muitas coisas na agenda, a me encher de compromissos aqui e ali, a participar de eventos na cidade, a pesquisar e estudar muito mais. Passei a dar forma, a construir a cara da minha querida empresa. Hoje, a Sô Comunicação busca oferecer uma assessoria de imprensa com compromisso, dedicação, afeto e criatividade, estando ao lado das empresas para construir uma comunicação interna e externa que propicie resultados e que divulgue aspectos gerais e específicos do empreendimento.


A marca da Sô, criada pela amiga e ex-colega Renata Saciloto, contém um círculo. Tudo a ver com minha meta profissional e de vida: fazer comunicação é estar sempre aprendendo, podemos nos realimentar pelos nossos próprios conteúdos e vivências e fazer tudo diferente logo ali.

Hoje, conto com vários clientes que também posso chamar de amigos/parceiros. Construímos juntos os nossos conteúdos comunicacionais, porque é junto que se cresce, que se aprende, que se ensina.


Nem faço retrospectivas de tudo, mas lembro muito da primeira postagem anunciando a Sô, do carinho que recebi de familiares e amigos, das tardes estudando e encontrando caminhos, da emoção quando chegaram equipamentos para o trabalho, do momento de conversar com um futuro cliente, da hora que construí alguma proposta, das repercussões positivas advindas do trabalho, da sensação de dever cumprido ao fim do dia e do desejo de acordar para fazer muito mais! Nestas lindas lembranças, acrescento gratidão, fé, responsabilidade, afeto, dedicação e amor. A dedicação até pode ganhar ênfase. É que em 2019, conciliar mestrado, viagens e empreendedorismo, não foi difícil, mas foi cansativo, confesso. Nada que a minha paixão pelo que faço, por trabalhar, por estudar, não me ajudasse a seguir, além, é claro, do suporte familiar, essencial sempre. Fiz minhas “máquinas de guerra” para construir as minhas “atividades criativas” e descobrir as “singularidades” da vida (coisas de mestranda que estuda a criatividade).


Então, seguimos! Acompanhe meu trabalho no site, nas redes sociais e por aí, quando nos vermos, pois estou sempre disposta a ajudar, trocar figurinhas, rir, contar as ganhas e as perdidas, porque a vida é isso: alegria, desafios, obstáculos e superação.




18 visualizações0 comentário